Que ele saiba que, invariavelmente, pode contar comigo, nos tempos de celebração e na travessia das longas noites escuras.
É dele também a minha mão. É dele também o meu abraço. É dele também a minha escuta. É dele também o meu olhar amoroso. É dele também os meus melhores sorrisos.
Que se saiba amado muito além do de vez em quando, do por causa de, do se.
Que se sinta amado como é, não interessa com que cara a circunstância esteja. Que se sinta amado simplesmente porque é...

Ana Jácomo
Não me peça para esquecer as cores, meu coração sempre andará com as lembranças felizes.
Tendo na visão do futuro, as flores, o voo dos pássaros, um lindo céu azul com nuvens desenhando belas formas...
E talvez um mar para banhar e salgar as manhãs.
Não me peça para esquecer a imensa beleza da vida.
Apesar de tudo o que já passei, de tantos dissabores, há sempre algo que movimenta a nossa esperança...
Uma criança que nasce para ser amada e ser feliz, uma flor que desabrocha para ser contemplada por quem quiser, um menino que cresce e segue um caminho repleto de luz...

Carol Timm

Afonso

O caminho começou no dia 21 de Dezembro de 2006, o Afonso nasceu em morte aparente, ficando com lesões cerebrais, que lhe causaram paralisia cerebral. Atravessámos longos dias de hospital, dias em que a dor e a preocupação não nos abandonavam mas, desde cedo, percebemos que era um lutador e todos os dias lutamos, com ele, para chegar onde lhe for possível e quem sabe… afinal é um caminho que se faz caminhando...

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Junta médica, afinal tão simples...

Por mim não tínhamos solicitado a avaliação do Afonsinho pela Junta Médica, para lhe atribuírem um grau de incapacidade/deficiência. A certidão resultante desta avaliação, é necessária para tratar de alguns assuntos, nomeadamente fiscais.

Não me apetecia, mesmo nada, sujeitar o Afonsinho a mais avaliações, por causa de alguns euros (na verdade não sei quanto) mas, o meu marido que é bastante mais prático que eu, insistiu que se o Afonsinho tem direitos, temos que os exercer.

Nos ultimos dias de Setembro, entregámos o pedido de junta médica, juntamente com um relatório médico passado pela fisiatra e na passada semana recebemos uma carta com uma convocatória para hoje.

Desta vez, não tive insónias, nem me senti ansiosa, já há muito que me tinha mentalizado que NÃO ERA um papel que iria transformar ou modificar aquilo que o Afonsinho já atingiu e continua a lutar para atingir.

Assim, hoje lá fomos.
Fomos recebidos por uma junta de três médicos que nos explicaram quais os direitos do Afonsinho e que nestas idades, para um diagnóstico de tetraparésia, o grau de deficiência atribuído é de noventa e cinco por cento, em relação à parte motora, membros superiores e inferiores.
O Afonsinho deverá ser avaliado aos 7, aos 14 e possivelmente aos 21 anos, sendo só nessa altura atribuído o grau de deficiência definitiva.

E viemos embora...

Afinal, foi SUPER SIMPLES, os médicos foram ATENCIOSOS e SIMPÁTICOS, o Afonsinho apenas marcou presença e tudo ficou rapidamente resolvido.

7 comentários:

Anónimo disse...

Pois para mim, isso vale o que vale, é apenas um papel!!!
O Afonsinho tem contrariado tantos e tantos diagnósticos...
As diferenças que noto no meu lindo sobrinho são tantas, mas tantas que não será apenas um papel que me vai fazer desacreditar na força imensa que este menimo tem.
E as 7 anos quando fôr novamente a essa tal junta médica, irá surpreender todos, não tenho dúvidas!
Como diz a prima L."Eu estou optimista e o Afonsinho vai aprender a fazer tudo, mas mais devagar que os outro meninos"...
Adoramos-te bebé
Tia I.

Mãe Sisa disse...

Ainda bem que a vossa Junta Médica correu muito bem!
Quando levámos o Principezinho não só NÃO nos explicaram para que serviria o Atestado De Incapacidade Multiusos como nos perguntaram o que é que estávamos ali a fazer!
Para o quadro de tetraparésia espástica, com 2 anos de idade, deram-lhe 76%!
É uma pena que as coisas não funcionem como deveriam em todo o lado...
Agora o que importa é continuar para que na reavaliação a percentagem seja inferior - que isso sim , é um bom sinal!
Beijinhos

lobitas disse...

Olá
A lobita também teve 95 na referida junta médica.
é mesmo isso trata-se de um papel para questões burocráticas, nada mais que isso.
No nosso caso a lobita tem uma distrofia, e vai ter sempre graves problemas motores, vou descrever o já conseguimos, se quiseres saber mais manda-me um mail para a loja:
-distico para poder estacionar nos lugares de deficiente;
-Lugar de estacionamento á porta de casa;
-Rampa no prédio para acesso a cadeiras de rodas;
-descriminas no IRS;
-Material para reabilitação(papel, tinteiros, sapatilhas,touca, fato banho, triciclo etc)dedutivel no IRS.
-Na aquisição de carro não pagas IVA e tem redução do IA;
-Já me disseram que tb temos redução do emprestimo de habitação 1.8% (esta ainda não confirmei).
É isto que eu sei, se souberes mais alguma, agradeço que me digas, alguma questão es~´as á vontade.
Beijinhos grandes e tudo de bom

Anónimo disse...

Sou da mesma openião que a tia do Afonsinho e todos vão ficar surpreendidos pela positiva bejihos com carinho ao Afonsinho e toda a familia Avó do Guilherme

ClaudiaMG disse...

Olá amiga

Ainda bem que tudo correu bem e que afinal não foi um "bicho de 7 cabeças". Eu pessoalmente tinha a ideia que esse tipo de juntas era bem mais meticulosos e por vezes até desagradáveis e chatos.
Quanto à parte do Grau de Deficiência não faço ideia como eles chegam a essa percentagem, sendo que o mais importante não é o papel que de lá sai, mas sim o que o Afonsinho vos tem demonstrado ao longo dos tempos. Fazendo uma analogia ao Casamento, não é por termos um papel passado que somos mais ou menos felizes, mas sim pelo que fazemos e como fazemos. Desta forma encaro que não é um papel que definirá o Afonsinho.

Um grande beijinho

Cláudia Rocha

Grilinha disse...

Tivemos menos incapacidade, mas tb já está tratado.

E sim, ajuda, claro que ajuda. Beijos

D. disse...

Olá,

Agradeço a todas as "mamãs" e à tia os comentários.

Pelo que nós percebemo este valor de 95% é o que está definido na lei para a tetraparésia.

Os médicos limitaram-se a consultar o artigo referente à PC com tetraparésia e aplicaram o que estava escrito, apenas fazendo referência que esta incapacidade/deficiência era referente à parte motora.

Mãe Sisa

Não sei como podem chegam a esses valores, se o que está definido foi o que eu referi (pelo menos agora) e o Afonsinho também tem quase 2 anos.

Eu não sei os critérios mas, a ideia com que saimos da junta médica é que é MUITO CEDO para definir o que cada criança vai ser, o que vai conseguir alcançar e quais serão as verdadeiras dificuldades.

Nós por cá, seguimos no nosso caminho, com a certeza que cada dia conseguiremos chegar um bocadinho mais à frente....

Afinal TODOS OS DIAS SUPERAMOS as expectativas e os diagnósticos.

Beijinhos

O que é paralisia cerebral?

"A criança com Paralisia Cerebral tem uma perturbação do controlo da postura e movimento, como consequência de uma lesão cerebral que atinge o cérebro em período de desenvolvimento.
(...)A criança com Paralisia Cerebral pode ter inteligência normal ou até acima do normal."

Retirado de "A criança com paralisia cerebral" - Guia para os pais e profissionais da saúde e educação APPC
Hoje caminho, o céu está azul, o sol brilha esplendoroso, oiço o chilrear dos passarinhos e o silêncio...
O silêncio no meu coração,
Os momentos, os meus momentos felizes...
Oiço o riso das crianças, cheiro a maresia que vem do mar, caminho descalça pela areia, continuo a sonhar.
Sonho, que o teu limite é o sonho e que o teu caminho, tem tantos obstáculos, uns já vencidos e outros, tantos outros, por vencer...
Dificil, é este nosso caminho mas, sei que embora seja feito devagar, muito devagar, sei que chegaremos ao destino deste nosso caminho que se faz caminhando...

Dina

Sou uma caminhante na estrada do aprendizado do amor. Às vezes, exausta, eu paro um pouquinho. Cuido das dores. Retomo o fôlego. Depois, levanto e seduzida, enternecida pelo chamado, cheia de fé, eu prossigo. Um passo e mais outro e mais outro e mais outro, incontáveis. Sei de cor que não é fácil, mas sei também que é maravilhoso olhar para o caminho percorrido e perceber o quanto a gente já avançou, no nosso ritmo, do nossos jeito, um passo de cada vez.

Ana Jácomo
E Deus continua susurrando: Não desista, o melhor ainda está por vir...
Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver.

Dalai Lama

O amor é um caminho que clareia, progressivamente, à medida em que o percorremos, como se cada passo nosso fizesse descortinar um pouco mais a sua luz.
A jornada é feita de dádivas e alegrias, mas também de imprevistos, embaraços, inabilidades, lições de toda espécie.
De vez em quando, tropeçamos nos trechos mais acidentados. Depois, levantamos e prosseguimos: o chamado do amor é irrecusável para a alma. Desistir dele, para ela, é como desistir de respirar.


Ana Jácomo
Quando eu deixei de olhar tão ansiosamente para o que me faltava e passei a olhar com gentileza para o que eu tinha, descobri que, de verdade, há muito mais a agradecer do que a pedir. Tanto, que às vezes, quando lembro, eu me comovo. Pelo que há, mas também por conseguir ver.

Ana Jácomo
Nem sempre querer é poder, porque às vezes a gente quer, mas ainda não pode. Ainda não consegue realizar.
Não faz mal: a vontade que é legítima, alinhada com a alma, caminha conosco, paciente, fresca, bondosa, até que a gente possa. Às vezes, isso parece muito longe, mas é só o tempo do cultivo. As flores, como algumas vontades, também desabrocham somente quando conseguem


Ana Jácomo
Depois de cada momento de fraqueza, meu coração prepara, em silêncio, uma nova fornada de coragem.
Às vezes cansa, sim, mas combinamos não desistir da força que verdadeiramente nos move.

Ana Jácomo

Todos os direitos reservados