Que ele saiba que, invariavelmente, pode contar comigo, nos tempos de celebração e na travessia das longas noites escuras.
É dele também a minha mão. É dele também o meu abraço. É dele também a minha escuta. É dele também o meu olhar amoroso. É dele também os meus melhores sorrisos.
Que se saiba amado muito além do de vez em quando, do por causa de, do se.
Que se sinta amado como é, não interessa com que cara a circunstância esteja. Que se sinta amado simplesmente porque é...

Ana Jácomo
Não me peça para esquecer as cores, meu coração sempre andará com as lembranças felizes.
Tendo na visão do futuro, as flores, o voo dos pássaros, um lindo céu azul com nuvens desenhando belas formas...
E talvez um mar para banhar e salgar as manhãs.
Não me peça para esquecer a imensa beleza da vida.
Apesar de tudo o que já passei, de tantos dissabores, há sempre algo que movimenta a nossa esperança...
Uma criança que nasce para ser amada e ser feliz, uma flor que desabrocha para ser contemplada por quem quiser, um menino que cresce e segue um caminho repleto de luz...

Carol Timm

Afonso

O caminho começou no dia 21 de Dezembro de 2006, o Afonso nasceu em morte aparente, ficando com lesões cerebrais, que lhe causaram paralisia cerebral. Atravessámos longos dias de hospital, dias em que a dor e a preocupação não nos abandonavam mas, desde cedo, percebemos que era um lutador e todos os dias lutamos, com ele, para chegar onde lhe for possível e quem sabe… afinal é um caminho que se faz caminhando...

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

A escola e a inclusão

Integração

A integração, é um processo dinâmico e multifactorial que supõe que pessoas diferentes, que pertencem a diferentes grupos sociais se reúnam sob um mesmo objectivo ou preceito.

Integração implica sempre o esforço coordenado, planificação conjunta e a convivência pacífica entre as pessoas que formam o grupo. Esta é a única forma onde as partes podem constituir um todo, sem perder a sua individualidade.


Inclusão

Quando falamos de uma sociedade inclusiva, pensamos naquela que valoriza a diversidade humana e fortalece a aceitação das diferenças individuais. É dentro dela que aprendemos a conviver, contribuir e construir juntos um mundo de oportunidades reais (não obrigatoriamente iguais) para todos.

Isso implica uma sociedade onde cada um é responsável pela qualidade de vida do outro, mesmo quando esse outro é muito diferente de nós.

Inclusão ou integração?

Semanticamente incluir e integrar têm significados muito parecidos, o que faz com que muitas pessoas utilizem esses verbos indistintamente. No entanto, nos movimentos sociais, inclusão e integração representam filosofias totalmente diferentes, ainda que tenham objetivos aparentemente iguais, ou seja, a inserção de pessoas com deficiência na sociedade.

Inclusão *

Não quer disfarçar as limitações, porque elas são reais

Inclusão: a inserção é total e incondicional
Integração: a inserção é parcial e condicional

Inclusão: exige rupturas nos sistemas
Integração: Pede concessões aos sistemas

Inclusão: mudanças que beneficiam toda e qualquer pessoa
Integração: Mudanças visando prioritariamente a pessoas com deficiência

Inclusão: a sociedade adapta-se para atender às necessidades das pessoas com deficiência e, com isso, se torna mais atenta às necessidades de TODOS
Integração: pessoas com deficiência se adaptam às necessidades dos modelos que já existem na sociedade, que faz apenas ajustes

Inclusão: defende o direito de TODAS as pessoas, com e sem deficiência
Integração: Defende o direito de pessoas com deficiência

Inclusão: o adjectivo inclusivo é usado quando se busca qualidade para TODAS as pessoas com e sem deficiência.
Integração: O adjectivo integrador é usado quando se busca qualidade nas estruturas que atendem apenas as pessoas com deficiência consideradas aptas.

A escola e a inclusão

Os objetivos tradicionais na educação de pessoas com necessidades educativas, ainda se orientam por conseguir alcançar comportamentos sociais controlados, quando deveriam ter como objetivo que essas pessoas adquirissem cultura suficiente para que pudessem conduzir sua própria vida. Ainda vivemos num modelo assistencial e dependente quando a meta da inclusão é o modelo da competência e autonomia.

É um modelo baseado no deficit, que destaca mais o que a criança não sabe fazer, do que aquilo que ela pode realmente fazer.

Essa postura é um problema ideológico, por que o que se esconde atrás dessa atitude é a não-aceitação da diversidade como valor humano e a perpetuação das diferenças entre os alunos, ressaltando que essas diferenças são insuperáveis.

A escola inclusiva é aquela onde o modelo educativo subverte essa lógica e pretende, em primeiro lugar, estabelecer ligações cognitivas entre os alunos e o currículo, para que adquiram e desenvolvam estratégias que lhes permitam resolver problemas da vida quotidiana e que os preparem para aproveitar as oportunidades que a vida lhes ofereça.

Todos teremos de aprender a "ensinar a aprender".

A cultura da diversidade é um processo de aprendizagem permanente, onde TODOS devemos aprender a compartilhar novos significados e novos comportamentos de relações entre as pessoas.

Nota: O conteúdo das definições acima referenciadas "Inclusão*" são de autoria de Cláudia Werneck, extraído do primeiro volume do Manual do Mídia Legal, segundo o site www.fraterbrasil.org.br de onde foram retirados alguns excertos das informações aqui transcritas. Consulte o site para ter acesso ao texto integral. A definição de integração foi retirada de conceito.de.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Simplesmente fantástico...

Hoje iniciámos o dia cedinho, brincadeira no tapete, pequeno almoço enquanto víamos um bocadinho da casa do Mickey Mouse e fazer tempo até chegar a hora de ir para a piscina, para mais uma aula de hidroterapia.

A aula começou com os exercícios fora de água e depois seguimos para a piscina. Hoje a Ritinha  esteve a ensinar-lhe o «par» e o «impar».
explicou-lhe a primeira vez mas ele não percebeu e ela voltou a explicar.

Depois tinha que nadar duas piscinas e quando chegava tinha que dizer que o conjunto que eu tinha feito era par ou ímpar. Fizemos com 2 peças, 4, peças, 6 peças, 8 peças e ele respondeu sempre de forma correta, conseguindo dizer oralmente a palavra "par", depois 7 peças e 5 peças e ele respondeu "sim" quando lhe perguntámos se era ímpar.

Ainda houve tempo para fazer algumas tentativas para nadar, o que já vai conseguindo com muita dificuldade e por muito pouco tempo, hoje já com alguma melhoria no controlo respiratório.

Acabámos a aula dentro da piscina de água quentinha a relaxar e a fazer exercícios de alongamentos.

De  tarde mais uma sessão de osteopatia sacro-craniana, com libertação somato sensorial... eu e a Sara assistimos a situações verdadeiramente fantásticas...

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

O melhor dia de praia do ano...

Hoje iniciámos o dia com mais uma sessão de hidroterapia.

Na segunda-feira a Rita esteve a fazer um jogo com o Afonsinho em que ele tinha que identificar instrumentos musicais num cubo e transportá-lo para o outro lado da piscina, hoje continuou a ensinar as horas ao Afonsinho.

Continuamos também a fazer trabalho para controlo respiratório (bolhinhas), controlo de cabeça, movimentação dos braços e pernas.

O Afonsinho continua a fazer as primeiras tentativas para nadar debaixo de água, já consegue fazê-lo por duas ou três braçadas mas continua a engolir água, quando tenta vir ao de cima.

Depois seguimos para a praia, para a Comporta.
  
O dia estava excelente e a praia é fantástica. Foi um dia muito bem passado, o Afonsinho adorou, portou-se muito bem, comeu lindamente,.


Brincou com os seus brinquedos, nadou e adorou brincar nas ondas.

video

video

video

Regressámos já com o sol a pôr-se...

Foi um dia maravilhoso!!!!

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Resultado da Ecografia

Ecografia das partes moles dos joelhos

Efectuados cortes longitudinais, transversais e oblíquos, na região acima mencionada, visualizamos pele e tecido celular sem alterações.

Existência à direita de imagem líquida, sob o ligamento lateral interno com cerca de 20 x 14 mm; sob o ligamento lateral externo com cerca de 20 x 8 mm.

Tendão rotuleano e inserção quadriciptal, íntegros e simétricos.

A camada muscular tem caracteristica normais, não se individualizando roturas.

As aponevroses estão conservadas.

Não vemos massas sólidas anómalas.

Caso clinicamente se entenda útil a apreciação do menisco, dos ligamentos cruzados ou das cartilagens de revestimento, propõe-se esclarecimento por ressonância magnética.

Nota: Calcificações grandes, com localização adjacente às peças ósseas, não são individualizadas em ecografia e portanto são melhor observadas com radiograma da região.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Mães especiais

Retirado do grupo Mães Especiais do facebook


«A todas vós mães e a ti querida amiga Dina em especial...

Por favor não desistam!
Sim, os vossos filhos(as) são diferentes, sim são especiais...
Mas não o serão todos os filhos(as)?
Uns com os olhos azuis, outros loiros, uns gordos, outros ...dislexicos, uns diabéticos, outros surdos-mudos e tantos uns e outros...
SOMOS TODOS DIFERENTES!
Mas a melhor e mais doce diferença é o conteúdo da nossa mente!!!
 
Se os filhos(as) fossem uns bandidos, ladrões, violadores ou assassinos, etc,etc,etc, tudo lhes seria dado de mão-beijada e toda a inclusão oferecida (com embrulho e tudo)!
Infelizmente estas são as mentes ESTÚPIDAS e ENTUPIDAS DE AR que temos e que constroem esta belissima sociedade... Infelizmente é assim!
 
Os nossos meninos e meninas terão sempre que lutar contra educadoras, professoras, terapeutas, colegas, pessoas e mais pessoas hipócritas e incompetentes... mas será isso que os tornará mais fortes! Que os fará ter valores e princípios e continuar a marcar a diferença!
 
Força para todas as mães, pais, manos e manas, avós, amigos e amigas que lutam com estes meninos ... Não desistam! (os dias de menos ânimo fazem parte, são eles que nos dão força para dar-mos o pontapé da mudança)»
Sara Patricia

domingo, 2 de outubro de 2011

Fim de semana tranquilo

Ontem iniciámos o dia com mais uma sessão de acupunctura e depois seguimos para a hidroterapia, que correram muito bem.

A Rita continua a ensinar a construir um relógio ao Afonsinho e o ponteiro das horas e dos minutos.

A tarde foi passada em casa, esteve no tapete, fez imobilização do joelho, esteve no escorrega e com o pai a ler um livro.

Hoje, fomos passear por Sintra, fizemos um piquenique na serra, fomos ao Cabo da Roca e acabámos a tarde na praia, com uns belos mergulhos para grande felicidade do Afonsinho e nossa, confesso que tinha mesmo vontade de voltar à praia e apesar de já não estarmos no verão, a água estava muito boa.













O que é paralisia cerebral?

"A criança com Paralisia Cerebral tem uma perturbação do controlo da postura e movimento, como consequência de uma lesão cerebral que atinge o cérebro em período de desenvolvimento.
(...)A criança com Paralisia Cerebral pode ter inteligência normal ou até acima do normal."

Retirado de "A criança com paralisia cerebral" - Guia para os pais e profissionais da saúde e educação APPC
Hoje caminho, o céu está azul, o sol brilha esplendoroso, oiço o chilrear dos passarinhos e o silêncio...
O silêncio no meu coração,
Os momentos, os meus momentos felizes...
Oiço o riso das crianças, cheiro a maresia que vem do mar, caminho descalça pela areia, continuo a sonhar.
Sonho, que o teu limite é o sonho e que o teu caminho, tem tantos obstáculos, uns já vencidos e outros, tantos outros, por vencer...
Dificil, é este nosso caminho mas, sei que embora seja feito devagar, muito devagar, sei que chegaremos ao destino deste nosso caminho que se faz caminhando...

Dina

Sou uma caminhante na estrada do aprendizado do amor. Às vezes, exausta, eu paro um pouquinho. Cuido das dores. Retomo o fôlego. Depois, levanto e seduzida, enternecida pelo chamado, cheia de fé, eu prossigo. Um passo e mais outro e mais outro e mais outro, incontáveis. Sei de cor que não é fácil, mas sei também que é maravilhoso olhar para o caminho percorrido e perceber o quanto a gente já avançou, no nosso ritmo, do nossos jeito, um passo de cada vez.

Ana Jácomo
E Deus continua susurrando: Não desista, o melhor ainda está por vir...
Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver.

Dalai Lama

O amor é um caminho que clareia, progressivamente, à medida em que o percorremos, como se cada passo nosso fizesse descortinar um pouco mais a sua luz.
A jornada é feita de dádivas e alegrias, mas também de imprevistos, embaraços, inabilidades, lições de toda espécie.
De vez em quando, tropeçamos nos trechos mais acidentados. Depois, levantamos e prosseguimos: o chamado do amor é irrecusável para a alma. Desistir dele, para ela, é como desistir de respirar.


Ana Jácomo
Quando eu deixei de olhar tão ansiosamente para o que me faltava e passei a olhar com gentileza para o que eu tinha, descobri que, de verdade, há muito mais a agradecer do que a pedir. Tanto, que às vezes, quando lembro, eu me comovo. Pelo que há, mas também por conseguir ver.

Ana Jácomo
Nem sempre querer é poder, porque às vezes a gente quer, mas ainda não pode. Ainda não consegue realizar.
Não faz mal: a vontade que é legítima, alinhada com a alma, caminha conosco, paciente, fresca, bondosa, até que a gente possa. Às vezes, isso parece muito longe, mas é só o tempo do cultivo. As flores, como algumas vontades, também desabrocham somente quando conseguem


Ana Jácomo
Depois de cada momento de fraqueza, meu coração prepara, em silêncio, uma nova fornada de coragem.
Às vezes cansa, sim, mas combinamos não desistir da força que verdadeiramente nos move.

Ana Jácomo

Todos os direitos reservados