Que ele saiba que, invariavelmente, pode contar comigo, nos tempos de celebração e na travessia das longas noites escuras.
É dele também a minha mão. É dele também o meu abraço. É dele também a minha escuta. É dele também o meu olhar amoroso. É dele também os meus melhores sorrisos.
Que se saiba amado muito além do de vez em quando, do por causa de, do se.
Que se sinta amado como é, não interessa com que cara a circunstância esteja. Que se sinta amado simplesmente porque é...

Ana Jácomo
Não me peça para esquecer as cores, meu coração sempre andará com as lembranças felizes.
Tendo na visão do futuro, as flores, o voo dos pássaros, um lindo céu azul com nuvens desenhando belas formas...
E talvez um mar para banhar e salgar as manhãs.
Não me peça para esquecer a imensa beleza da vida.
Apesar de tudo o que já passei, de tantos dissabores, há sempre algo que movimenta a nossa esperança...
Uma criança que nasce para ser amada e ser feliz, uma flor que desabrocha para ser contemplada por quem quiser, um menino que cresce e segue um caminho repleto de luz...

Carol Timm

Afonso

O caminho começou no dia 21 de Dezembro de 2006, o Afonso nasceu em morte aparente, ficando com lesões cerebrais, que lhe causaram paralisia cerebral. Atravessámos longos dias de hospital, dias em que a dor e a preocupação não nos abandonavam mas, desde cedo, percebemos que era um lutador e todos os dias lutamos, com ele, para chegar onde lhe for possível e quem sabe… afinal é um caminho que se faz caminhando...

sábado, 24 de outubro de 2015

Um mês de escola

A escola continua a correr muito bem.

O Afonso acorda animado e bem disposto, sempre com vontade de ir para a escola.

A viagem de ida é tranquila a de regresso depende dos dias, umas vezes corre bem e outras nem por isso, é é feita com ruído de fundo.

A manhã tem sido bastante produtiva e o Afonso acompanha as matérias e faz todo o trabalho previsto.

A parte da tarde é mais complicada, não está tão disponível para trabalhar com a professora de ensino especial e com a terapeuta da fala do CRI e com a auxiliar não há qualquer trabalho desenvolvido. Continuamos sem a assistente operacional a que o Afonso tem direito e a auxiliar que lhe presta este apoio não o acompanha devidamente (a nível das aprendizagens).

No recreio o Afonso tem uma legião de amigos que querem brincar com ele e que não se restringe só aos colegas de turma, a cadeira de rodas tem sido um sucesso e o Afonso tem aceitado muito bem a cadeira na escola.

O almoço, agora com outro horário, juntamente com a turma, num refeitório com mais alunos têm corrido bastante bem, na maior parte dos dias come sempre sentado na cadeira mas em alguns dias começa na cadeira e acaba de comer ao colo.

Continua a participar em algumas atividade com os colegas da Unidade, como ir ao mercado, por exemplo, que o continuam a convidar e ele adora participar (e nós também).

Marquei as sessões de fisioterapia por forma a utilizar os tempo escolar sem apoio adequado mas ainda não conseguimos começar.

Em relação à fisioterapia, estou naquela fase de dúvida. Não sei se o melhor é sair mais cedo e ir para a terapia ou fazer a fisioterapia na escola.

A nossa primeira opção é continuar com a Marta, vamos ver como corre e se é proveitoso para o Afonso, o grande problema é que esta situação é provisória no máximo até dezembro e depois teremos que alterar, pelo menos o horário.

O Afonso chega a casa muito cansado, após o lanche, que come muitíssimo bem, acaba por adormecer, depois ainda temos que fazer os trabalhos de casa, que este ano são muitos e diários, utilizar o computador, para além de brincar, ler, higiene... Enfim, muita coisa para fazer e pouco tempo para concretizar.

Adormece muito cedo, a nota dominante deste mês tem sido mesmo o cansaço!

Apesar do cansaço, este primeiro mês tem sido bastante positivo.


quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Novo ano letivo

O Afonso iniciou um novo ano letivo, o seu 2ºano.

No 1º dia, tivemos uma surpresa e ficamos a saber que o Afonso tinha uma professora nova. 

Fiquei de imediato preocupada e se a manhã correu bem, depois de almoço lá recebi o mal fadado telefonema para me dizerem que estava com uma crise de irritabilidade e tinha descompensado.
Quando cheguei à escola, ainda não estava calmo mas depois acabou por se acalmar e ficou na sala até ao fim das aulas.

A partir do 2º dia o Afonso começou a melhorar o comportamento, o tempo que estava sentado na cadeira e os períodos de atenção e concentração foram aumentando. 

Neste momento já está bem adaptado, acompanha os trabalhos, está bem preparado, os testes de avaliação diagnóstica correram muito bem.

Já começou a usar o computador, escreve frase, faz perguntas, participa na aula.

A hora do almoço também corre muito bem e neste momento já almoça sentado na cadeira, nos primeiros dias tinham que intercalar a cadeira com o colo.

Para não variar não temos Assistente operacional e lá voltei à minha luta do costume.

Como não temos a assistente, estou neste momento a tentar arranjar soluções para que tenha o apoio que necessita.

Mantemos o apoio com a Tarcila, que faz acompanhamento educacional e psicológico, o apoio de ensino especial com a professora Sónia e este ano temos apoio do CRI em terapia da fala.

Depois da escola, da parte da tarde, vai fazer fisioterapia com a "sua" Marta, na Love4Kids.

Continuamos a caminhar...

sábado, 26 de setembro de 2015

Iniciámos as terapias

Chegou setembro e iniciamos um novo projeto, de trabalho para mim, terapêutico para o Afonso.

O Afonso iniciou o trabalho com a Tarcila.
Nestas semanas antes do inicio do ano letivo pretendíamos ganhar os hábitos e as rotinas que vão ser necessário na escola.




Como o Afonso estava na clínica, este trabalho foi também partilhado com a terapeuta ocupacional e com novas experiências, novas maneiras de colocar o therathogs, novas estratégias para relaxar e acalmar e o uso do fato de PediaSuit com a touca.




Foi uma experiência interessante, com o Afonso a alterar alguns padrões e a mostrar melhorias de posicionamento do tronco e da cabeça, ficamos entusiasmados e planeamos fazer um intensivo.




De tarde iniciamos a fisioterapia com pouca colaboração e participação do Afonso mas a fisioterapeuta tentou conquistá-lo fazendo exercícios simples mas que conseguiram captar a atenção dele e a colaboração e começamos a ver algumas melhorias.

sábado, 18 de julho de 2015

Intensivo de fisioterapia

Acabou a escola e iniciamos a fisioterapia na Love4Kids.

Depois de um ano em que o trabalho foi escasso e irregular, o Afonso voltou ao trabalho diário.

A Marta desenvolveu um trabalho muito interessante e diversificado, com exercícios divertidos e originais. 

O Afonso adorou e  mostrou-se participativo e colaborante e ao fim de um mês apresenta melhorias, maior desenvolvimento muscular, melhor abdução, melhor flexão das pernas, a esquerda recuperou quase na totalidade e fez grandes progressos na direita, os pés também já apresentam uma maior extensão.

Um bom progresso para um mês de trabalho diário.




Hoje assistimos a uma apresentação da Pets4people, terapia assistida com animais.

Conhecemos o projeto, apresentado por uma médica veterinária e gostámos especialmente da ideia de integração do cão em contexto de sala de aula, claro que em Portugal seria praticamente impossível tal acontecer.

Ficámos a conhecer os enormes benefícios que o cão pode ter no desenvolvimento de crianças com as mais diversas patologias e conhecemos o Brownie, o terapeuta de quatro patas, o Afonso fez-lhe festinhas e brincou com ele.

Agora vamos de férias.

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Fim de semana em Cuba

Este fim de semana rumamos em direção ao Alentejo.

Em Cuba encontramos uma herdade, perdida num monte, rodeada de oliveiras, com cavalos e planícies a perder de vista, com cores e cheiros só possíveis no Alentejo.

O Afonso fez uma viagem fantástica, o Asterix também já se vai portando melhor, neste momento já nos esquecemos que temos o Afonso no carro, uma vez que se porta tão bem.

Foi um fim de semana excelente.



domingo, 14 de junho de 2015

Escola - Balanço Final I

O 1º ano do Afonso foi muito positivo.

Foi um ano muito difícil, que se refletiu na escola e o Afonso enfrentou alguns períodos complicados.

O 1º período correu bem, no 2º período tivemos que dar 2 passos atrás para voltar a avançar e o 3º período foi de consolidação, com grande conquistas.

Encontramos pessoas maravilhosas, professoras e auxiliares empenhadas em fazer a diferença, empenhadas em fazer uma inclusão realmente inclusiva.

A nossa terapeuta, fez um trabalho notável, um trabalho com alegria no coração, com uma paixão e uma dedicação fantásticas, uma trabalho de tutoria, de apoio pedagógico e psicológico ao Afonso, quer na sala de aula, quer no recreio, nas visitas e passeios.

A Tarcila, conseguiu que vissem o Afonso como ele é, na realidade, um menino normal que precisa de apoio e que com apoio consegue fazer tudo o que os outros fazem.

O Afonso foi aceite com naturalidade por todos os colegas, foi convidado para festas de aniversários, todos queriam brincar com ele, todos queriam ajudá-lo, foi com emoção que fui assistindo ao longo dos dias a esta amizade, ao apoio,  à solidariedade destas crianças e senti uma esperança renovada, uma felicidade imensa, de quem sempre acreditou que iria conseguir, que estes dias iriam chegar.

A nível das aprendizagens o Afonso, transitou para o 2º ano cumprindo as metas estabelecidas para o 1º ano.

segunda-feira, 1 de junho de 2015

Dia Mundial da Criança

Hoje iniciamos o dia na escola, eu, o pai e o Afonso participamos no pequeno almoço na escola, entre música e dança.

Depois foram para o passeio.

O Afonso portou-se muito bem nas viagens, durante o passeio e na cadeira também.

Andou nos insufláveis, entrou numa carrinha da polícia de segurança pública e numa mota, ainda tirou fotografias com um Mimo.

Andou na cadeira e no Upsee, com a ajuda da Tarcila, a terapeuta que o acompanha na escola, esteve sempre muito feliz.

 


terça-feira, 26 de maio de 2015

Torneio de Bócia

O Afonso foi convidado pelos amigos da Unidade a participar no Torneio de Bócio.

O Torneio foi hoje e correu muito bem. O Afonso teve sempre sentado na sua cadeira, mais de 3 horas e jogou muitíssimo bem, fez 3 jogadas perfeitas (quando a bola enviada fica junto à branca) e várias bolas que bateram na bola branca.

Foi uma manhã muito animada e ele adorou o jogo.

Na fotografia a treinar para o torneio.



No torneio.







domingo, 3 de maio de 2015

Dia da mãe



Na sexta-feira os meninos da Unidade preparam um lanche para comemorar o dia da mãe e convidaram-nos.

A mesa estava muito bonita, tudo feito por eles, que pintaram a toalha, fizeram salame e um bolo de limão.




Estivemos a fazer massa com e depois foi o lanche.




Pela primeira dei o lanche com o Afonso sentado na cadeira.

Foi o melhor presente que já recebi!




Depois muito orgulhosos ofereceram as prendas às mães.




Hoje, foi dia de receber um bolinho feito pelos meus filhos, um perfume, o meu favorito Mademoiselle Coco Chanel  e um ramo de flores, o Afonso ainda me ofereceu um quadro que tinha feito na escola. 





Foi um dia perfeito!

quinta-feira, 30 de abril de 2015

No 3º periodo

Agora com o Afonso a outro nível, com outra energia, com outra disposição para aprender, os períodos de concentração foram aumentando gradualmente, no intervalo acompanhado pela Tarcila, acompanhou de forma efectiva os colegas: jogavam à bola, brincavam às escondidas, à apanhada...

Neste primeira fase as evoluções foram muito boas, participou nas visitas de estudo, aumentou o tempo sentado da cadeira, já começa a conseguir acompanhar os colegas nas fichas.

Continua a almoçar com os colegas da Unidade e a passar a hora do almoço com eles, também nesta área tudo tem corrido maravilhosamente bem!

É com grande expectativa que aguardamos o desenrolar do período, para ver onde o nosso menino vai conseguir chegar.

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Torneio de Futebol

O Agrupamento realizou um torneio inter-escolas, onde participaram todas as escolas do Agrupamento.

Foram manhãs muito animadas, com os miúdos felizes, a jogarem turmas contra turmas.

Hoje, foi o dia da turma do Afonso.

O Afonso estava muito animado, alegre e feliz e com o empenho das professoras de ensino especial, terapeuta da fala e auxiliares o Afonso participou activamente no jogo e até marcou um golo.

Simplesmente MARAVILHOSO!!!!



segunda-feira, 20 de abril de 2015

Jogos da Primavera

Com a ajuda das professoras de Ensino Especial, Elsa e Sónia, o Afonso participou em todos os jogos.

Gostou imenso e estava super feliz!








sexta-feira, 10 de abril de 2015

Feira Setecentista

A escola do Afonso foi fazer uma visita à Feira Setecentista no Jardim dos Aromas.


O Afonso aproveitou ao máximo. Adorou os animais e provou comida de todas as tasquinhas, sendo o queijo o seu preferido, andou de escorrega e acabaram a visita a comer um enorme suspiro que ele adorou!










Fotografias retiradas do blogue "A importância da Pequenas Coisas" da Unidade de Multidificiência

segunda-feira, 6 de abril de 2015

Férias de Páscoa

Na primeira semana, estivemos fora. 

O tempo não ajudou mas mesmo assim o Afonso ainda conseguiu ir um bocadinho à piscina.

Foi uma semana tranquila que serviu essencialmente para descansar.

Na 2ª semana, já contámos com a presença do pai e do Guilherme e aproveitámos muito mais!

Fizemos caminhadas, piqueniques, fomos ao parque, ao cinema, foi uma semana recheada de bons momentos, momentos muito felizes!

Não esquecemos o trabalho e o Afonso fez treino na cadeira de rodas eléctrica, usou os dafos, fez trabalho no tapete, massagens, eletroestimulação e estimulação.

Iniciámos o tratamento com o novo medicamento e reduzimos a primeira gota de Rivotril. Para inicio estamos a ter resultados promissores, uma vez que conseguimos que o Afonso fizesse todas as viagens de carro sentado na cadeira sem mostrar qualquer desconforto e ele esteve sempre feliz e bem disposto.

No sábado, fizemos um lanchinho de Páscoa e recebemos a visita da avó e do primo Ivo, meu afilhado e depois fomos jantar com os padrinhos. A noite correu muito bem.

No domingo ficámos a preguiçar e a passamos o dia muito bem acompanhado: folar, ninho, amêndoas e chocolates, que o Afonso comeu deliciado. 

quinta-feira, 26 de março de 2015

Consulta de Neurologia e Risperidona

Hoje foi dia de mais uma consulta de neuro-pediatria.

O tema da consulta foi a escola e os problemas comportamentais que enfrentamos diariamente. Finalmente, o médico aceitou que lidamos, efetivamente com problemas comportamentais e para além de sugerir um novo tratamento, sugeriu também que o Afonso fosse acompanhado por uma Psicóloga e fizesse psicoterapia.

Nós respirámos de alívio, não com o novo medicamento mas com o acompanhamento psicológico que há muito procurávamos para o Afonso, uma vez que os anos passam e ninguém nos consegue ajudar, encontrar soluções ou explicações para o comportamento dele na cadeira.

Agora vai iniciar o Risperidona e fazer um tratamento de 5 semanas. Eu insisti para reduzir o Rivotril mas o médico disse que era um medicamento com efeito diferente, um ansiolítico e que causava grande dependência e não podia ser retirado. depois de muita insistência lá ouvi que podia ir retirando, fazendo o desmame muito devagarinho, uma vez que na opinião dele o Afonso precisa dos dois medicamentos.

Aguardamos agora que nos marquem a consulta com a psicóloga e esperamos que o novo medicamento  ajude realmente o Afonso.

segunda-feira, 2 de março de 2015

Tristeza....

É assim que me sinto, triste, uma tristeza infinita, com uma dor permanente, uma dor contra a qual luto diariamente, uma dor que não consigo abandonar...

Os corredores do hospital, são maiores a cada dia que passa, o cheiro que me ataca ainda antes de entrar na enfermaria, é tão forte que me impede de respirar mas ainda caminho com esperança...

Com esperança que hoje seja um dia melhor, um bocadinho melhor que o de ontem, que ainda consiga ouvir um "olá", que ainda consiga vislumbrar um sorriso, ou uma tentativa de sorriso mas enquanto percorro o caminho de volta, a esperança abandonou-me mais um bocadinho, o pensamento mantém-se, um pensamento de esperança, amanhã....

Sou uma pessoa realista, embora nesta altura da minha vida preferisse ser uma sonhadora, e a realidade é dura, dolorosa, incrivelmente dolorosa...

A realidade assaltou-me hoje de manhã, acordou-me para não mais me deixar sonhar...


Pai,
Que na tua morte, consiga celebrar a tua vida e todos os momentos felizes e inesquecíveis que vivemos e partilhamos!


terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Desfile de Carnaval

Este ano o Afonso para além de se querer mascarar, também quis participar no desfile da escola.

Confesso que o deixei ir mas com a expetativa de que não iria correr nada bem.  As memórias, menos felizes, do último desfile em que participou estavam bem presentes!

Afinal, enganei-me!

O desfile correu muito bem, o Afonso foi sentado na cadeira e sempre com a máscara colocada (o que eu achei que ele iria aguentar durante uns 5 segundos!


Tenho que agradecer à equipa da sala de  multidificiência, às professoras, a do regular e do ensino especial, que me incentivaram e acalmaram, graças a elas agora tenho novas memórias, memórias felizes de um desfile de carnaval!

sábado, 7 de fevereiro de 2015

Acesso pelo olhar - Pceye Go

Já há alguns anos que adquirirmos o Tobby CEye, um computador integrado que permitia ao Afonso comunicar com o olhar.

Há poucos meses surgiu no mercado português uma nova câmara - Pceye Go. É uma câmara portátil que se adapta a um tablet, a um portátil, ou seja aumenta de forma exponencial a possibilidade de o Afonso poder comunicar em qualquer lugar.

Já tínhamos feito uma pré-avaliação mas como não tínhamos disponibilidade para ir à Anditec com o Afonso para fazer o treino decidimos comprar a câmara e fazer o treino na escola, em casa à medida que fosse possível.

Após quase 2 meses de espera, fizemos a encomenda no início de dezembro, a câmara finalmente chegou e já está instalada.

Para além de trabalhar no GRID 2, apenas tive que importar, utilizando uma pen, os quadros que já estavam a ser usados no outro computador, a câmara instala também um teclado virtual para utilizar o Office , o email, a Internet, os jogos....

No primeiro teste em casa, o Afonso surpreendeu-nos de imediato e escreveu, no Word (treino que ainda não tinha sido feito) a palavra "Astérix", o nome do nosso cão e ficou super entusiasmado, uma vez que agora pode usar um computador "normal".



Mais um produto de apoio que adquirimos e que esperamos venha trazer mais qualidade de vida ao Afonso, numa parte fundamental para o seu desenvolvimento: a comunicação!

sábado, 17 de janeiro de 2015

Ano novo, problemas velhos...

O  novo ano chegou mas com ele apenas trouxe o agravamento dos problemas que enfrentámos durante o mês de dezembro.

O Afonso está cada vez mais desmotivado e sem qualquer interesse pela escola. Temos birra ao pequeno almoço, birra para tomar duche, birra para lavar os dentes, birra para vestir, birra no carro, birra na escola....

Vivemos momento difíceis e a as dificuldades que o Afonso enfrenta diariamente na escola, estão a deixar-me completamente exausta, deprimida e desmotivada.

Os problemas adensam-se, as preocupações crescem, preciso urgentemente de arranjar soluções mas a realidade é que por mais que queira ser otimista, para todos os lados que olho só vejo problemas, problemas e mais problemas!

Já falamos várias vezes com o neuro-pediatra mas também não nos deu qualquer solução, a não ser aumentar a dose de Rivotril, que apenas o deixa mais apático e não resolve as crises comportamentais.

Após reunião com as professoras e a psicóloga combinamos integrar o Afonso, por alguns períodos na unidade, o objetivo será retomar a rotina escolar: entrar às 9h00, almoçar na escola e sair às 15h15. A sala da unidade poderá permitir-lhe utilizar outros equipamentos, estar sentado no tapete, num puff, ao colo, situação impossível de concretizar na sala e contrária aos objetivos de estar numa sala do regular e acompanhar o trabalho realizado na sala.

Para nós que sempre fomos contra a integração do Afonso  na unidade de multidificiencia, foi uma decisão muito difícil, na verdade dificílima de tomar mas como está é impossível de continuar!

O Afonso não está feliz, tem níveis de frustração diários que nem sei quantificar, não está a ter qualquer aproveitamento em termos de aprendizagem, nem em termos de desenvolvimentos afetivo ou motor, nesta fase apenas temos um menino profundamente infeliz...

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

É Natal!

A ceia de Natal foi ao almoço, com o avô, os padrinhos, o tio e o primo.
Ao lanche colocámos a mesa com os doces de Natal.
O jantar foi em familia, nós os cinco mais o Astérix.
Perto das 22h, mais familia, desta vez com a minha prima que na verdade é mais minha irmã!

O Guilherme foi o cozinheiro de serviço. O dia correu muito bem, o Afonso não gostou muito das prendas, este ano gostou mais de receber dinheiro mas portou-se muito bem e esteve animado e bem disposto, para não quebrar a tradição adormeceu por volta das 22h.

No dia de Natal visita aos padrinhos e à avó.

Foi mais um Natal!


domingo, 21 de dezembro de 2014

8 anos!

Este ano, como já me aconteceu noutros mas por motivos diferentes, estava sem  espirito para comemorações...

O ano passado o Afonso teve um aniversário fantástico e este ano, apesar de ter pensado ir para fora, o coração e o amor falou mais alto e devido à saude frágil do meu pai decidimos fazer a festa de aniversário em casa.

De manhã fomos ao parque. O Afonso andou de escorrega, fez rappel e estava muito bem disposto e feliz.

 Fomos almoçar com o avô. O Avô estava animado e bem disposto e ficou feliz por almoçar com os netos em especial com o seu mais que tudo o Afonso.

Depois a festa em casa. 

Foi como sentir um enorme abraço: da familia, dos amigos, que hoje são verdadeira familia, pessoas que viveram e percorreram o caminho do Afonso nos ultimos anos, que nos ajudaram, que nos ouviram nos momentos dificeis, que riram e sorriram conosco nos momentos felizes, que estiveram sempre presentes!
Há mais amigos, amigos a quem muitas vezes dissemos que não, amigos que podem não estar tão presentes mas que sabemos que estão sempre conosco e que podemos sempre contar com eles!


A todos agradecemos profundamente, todo o amor, todo o carinho, todo o apoio que dedicam à nossa familia, que dedicam ao Afonso.

O que é paralisia cerebral?

"A criança com Paralisia Cerebral tem uma perturbação do controlo da postura e movimento, como consequência de uma lesão cerebral que atinge o cérebro em período de desenvolvimento.
(...)A criança com Paralisia Cerebral pode ter inteligência normal ou até acima do normal."

Retirado de "A criança com paralisia cerebral" - Guia para os pais e profissionais da saúde e educação APPC
Hoje caminho, o céu está azul, o sol brilha esplendoroso, oiço o chilrear dos passarinhos e o silêncio...
O silêncio no meu coração,
Os momentos, os meus momentos felizes...
Oiço o riso das crianças, cheiro a maresia que vem do mar, caminho descalça pela areia, continuo a sonhar.
Sonho, que o teu limite é o sonho e que o teu caminho, tem tantos obstáculos, uns já vencidos e outros, tantos outros, por vencer...
Dificil, é este nosso caminho mas, sei que embora seja feito devagar, muito devagar, sei que chegaremos ao destino deste nosso caminho que se faz caminhando...

Dina

Sou uma caminhante na estrada do aprendizado do amor. Às vezes, exausta, eu paro um pouquinho. Cuido das dores. Retomo o fôlego. Depois, levanto e seduzida, enternecida pelo chamado, cheia de fé, eu prossigo. Um passo e mais outro e mais outro e mais outro, incontáveis. Sei de cor que não é fácil, mas sei também que é maravilhoso olhar para o caminho percorrido e perceber o quanto a gente já avançou, no nosso ritmo, do nossos jeito, um passo de cada vez.

Ana Jácomo
E Deus continua susurrando: Não desista, o melhor ainda está por vir...
Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver.

Dalai Lama

O amor é um caminho que clareia, progressivamente, à medida em que o percorremos, como se cada passo nosso fizesse descortinar um pouco mais a sua luz.
A jornada é feita de dádivas e alegrias, mas também de imprevistos, embaraços, inabilidades, lições de toda espécie.
De vez em quando, tropeçamos nos trechos mais acidentados. Depois, levantamos e prosseguimos: o chamado do amor é irrecusável para a alma. Desistir dele, para ela, é como desistir de respirar.


Ana Jácomo
Quando eu deixei de olhar tão ansiosamente para o que me faltava e passei a olhar com gentileza para o que eu tinha, descobri que, de verdade, há muito mais a agradecer do que a pedir. Tanto, que às vezes, quando lembro, eu me comovo. Pelo que há, mas também por conseguir ver.

Ana Jácomo
Nem sempre querer é poder, porque às vezes a gente quer, mas ainda não pode. Ainda não consegue realizar.
Não faz mal: a vontade que é legítima, alinhada com a alma, caminha conosco, paciente, fresca, bondosa, até que a gente possa. Às vezes, isso parece muito longe, mas é só o tempo do cultivo. As flores, como algumas vontades, também desabrocham somente quando conseguem


Ana Jácomo
Depois de cada momento de fraqueza, meu coração prepara, em silêncio, uma nova fornada de coragem.
Às vezes cansa, sim, mas combinamos não desistir da força que verdadeiramente nos move.

Ana Jácomo

Todos os direitos reservados