Que ele saiba que, invariavelmente, pode contar comigo, nos tempos de celebração e na travessia das longas noites escuras.
É dele também a minha mão. É dele também o meu abraço. É dele também a minha escuta. É dele também o meu olhar amoroso. É dele também os meus melhores sorrisos.
Que se saiba amado muito além do de vez em quando, do por causa de, do se.
Que se sinta amado como é, não interessa com que cara a circunstância esteja. Que se sinta amado simplesmente porque é...

Ana Jácomo
Não me peça para esquecer as cores, meu coração sempre andará com as lembranças felizes.
Tendo na visão do futuro, as flores, o voo dos pássaros, um lindo céu azul com nuvens desenhando belas formas...
E talvez um mar para banhar e salgar as manhãs.
Não me peça para esquecer a imensa beleza da vida.
Apesar de tudo o que já passei, de tantos dissabores, há sempre algo que movimenta a nossa esperança...
Uma criança que nasce para ser amada e ser feliz, uma flor que desabrocha para ser contemplada por quem quiser, um menino que cresce e segue um caminho repleto de luz...

Carol Timm

Afonso

O caminho começou no dia 21 de Dezembro de 2006, o Afonso nasceu em morte aparente, ficando com lesões cerebrais, que lhe causaram paralisia cerebral. Atravessámos longos dias de hospital, dias em que a dor e a preocupação não nos abandonavam mas, desde cedo, percebemos que era um lutador e todos os dias lutamos, com ele, para chegar onde lhe for possível e quem sabe… afinal é um caminho que se faz caminhando...

segunda-feira, 23 de março de 2009

Era para ser um piropo...


Recebi mais um desafio, este foi lançado pel' o blog da Cortes (a educadora que conheci na formação e que sem conhecer o Afonsinho, nos acompanhava desde o seu nascimento, mais um coração cheio de amor que caminha de mão dadas connosco...)

O desafio é o seguinte:
1. Revelar o melhor piropo que alguma vez me proferiram, que, pela sua graça, subtil inteligência ou requinte de malvadez descarada, me ficou na memória;
2. Produzir um (da minha inteira autoria) para um(a) blogger, à minha escolha, e publicitá-lo também (apenas se exige alguma ousadia e criatividade);
3. Passar o desafio a 6 pessoas (tantas quanto as letras da palavra “Piropo”)

Quando recebi este desafio não me conseguia lembrar de nenhum piropo!!!

Mas, depois de o voltar a ler hoje e ao ver que o desafio também tinha sido lançado ao Pedro Ribeiro, lembrei-me de um piropo (que era mais uma aposta) que me fizeram há alguns anos no CMR (Correio da Manhã Rádio) e que chegou ao meu conhecimento, exactamente pela boca "atrevida" do Pedro Ribeiro.
Fui para o CMR em 1991, depois de quatro anos a trabalhar na TSF e na Rádio Energia, era uma menina, com 23 anos mas, havia "gente" bem mais nova, se bem lembro o nosso director, Rui Pêgo, era dos mais velhos e devia ter cerca de 35 anos na altura.
O piropo que fiquei mais tarde a saber era que existia uma "bolsa" de apostas para saber quem seria o "rapazinho" por quem me ia encantar...

Na altura e durante muitos anos, apesar de ser bastante extrovertida, CORAVA imenso, cara tipo lagosta (agora que penso nisso, acabei de descobrir que já não coro), e claro lembro-me perfeitamente do meu ar atrapalhado quando me contaram...

Quem ganhou a aposta?

Ninguém!

Ainda bem que me lançaram este desafio, pois foi óptimo recordar esta e tantas e tantas histórias. Não tenho duvidas que o CMR, foi o melhor projecto onde trabalhei, onde encontrei grandes colegas, grandes profissionais e grandes amigos (infelizmente, a vida levou-me para outros caminhos e fui-me afastando deles).

Estou a deturpar o desafio mas o meu piropo, vai virar elogio (até rimou!)

Para a equipa do CMR, que hoje ainda se mantém em alta. Em especial o Pedro Ribeiro (nas manhãs da Comercial) e o João Vaz (À tarde é que é bom), Luís Costa, Miguel Cruz, Miguel Vital (a voz do Preço certo), Nuno Markl, Joaquim Franco e Pedro Mourinho (SIC), Teresa Fernandes (TVI), José Carlos Cunha e muitos, muitos outros ...

Entretanto, andei à procura de jingles ou do logotipo do CMR mas, não consegui encontrar.

Deixo aqui este desafio (bastante deturpado):

13 comentários:

Cortes disse...

Não me diga que conhece o Pedro Ribeiro!! :)

Dina disse...

Olá, olá

Conheço!!!

Trabalhei com ele, 7 anos, primeiro no CMR e depois na Comercial.

Beijinhos

Cortes disse...

Olá olá!
E eu que adoro o Pedro Ribeiro :)

Dina disse...

Sim, já percebi!!!

E fazes muito bem, porque ele é fantástico, tudo o que transmite em antena (na rádio) é ele próprio.

Este post está a deixar-me com tantas mas, tantas saudades...

Nem imaginas!

Trabalhei na Rádio durante 15 anos, passei muitas manhãs na cabine com o Pedro, muitos pequenos almoços, muitos almoços, muitos aniversários...

Que saudades!!

Cortes disse...

Tu cheia de saudades e eu cheia de inveja!

Cortes disse...

Quando se faz o que se gosta, imagino que depois, quando se deixa de fazer, as saudades sejam imensas!

Dava tudo para o conhecer também!

Dina disse...

Inveja, BOA!

O mundo é incrivelmente pequeno, não é?

É fantástico, como acabamos por encontrar algo em comum, com quem se aproxima de nós ou de quem nos aproximamos...

Beijinhos

Dina disse...

Sabes, a minha saida da Comercial é uma das grandes mágoas da minha vida, especialmente porque até hoje, ainda não a compreendi, e aconteceu quando fiquei grávida da C.

Durante vários anos mantive contacto com os meus colegas mas, depois quando iniciei o projecto do Centro de Apoio, deixei de ter tempo para continuar a estar com eles, era um projecto muito empolgante (trabalhar com crianças) mas que me exigia mais de 12 horas de trabalho por dia.

Depois nasceu o Afonsinho...

Cortes disse...

Este nosso trajecto tem sido tão giro, já viste? Primeiro aquele seminário, agora isto. Nada acontece por acaso mesmo!
Quem sabe um dia não te voltes a reencontrar com essas pessoas que deixaste na Comercial e aí vou contigo sópara poder dar um beijinho ao Pedro :)

Dina disse...

Combinadissimo!

E quem sabe, bem mais depressa do que podes imaginar...

Beijinhos

Cortes disse...

Acho que me tremiam as pernas como quando era miúda!

Maria disse...

Minha marota, agora é que estou feita eh...eh...Piropo...Mas tenho tantos que nem sei por onde começar lol...Sou pouco modesta, áh áh...Ainda não levei o desafio mas promete que o faço brevemente.
Adorei a foto no post abaixo,acho que não consegui deixar o comentário, por isso quero dizer o quanto orgulhosa estou com o meu Guerreiro e digo em cor com ele é BOM mesmo muito BOM...
beij. muito doces para todos vós.
:) M.M.G.

ClaudiaMG disse...

Bem, agora é que me deixaste a pensar....são tantos os piropos que nem sei por onde começar....lol

Obrigada minha amiga por este miminho assim que tiver tempo e NET vou então responder a este desafio no meu cantinho.

Beijinhos Especiais

O que é paralisia cerebral?

"A criança com Paralisia Cerebral tem uma perturbação do controlo da postura e movimento, como consequência de uma lesão cerebral que atinge o cérebro em período de desenvolvimento.
(...)A criança com Paralisia Cerebral pode ter inteligência normal ou até acima do normal."

Retirado de "A criança com paralisia cerebral" - Guia para os pais e profissionais da saúde e educação APPC
Hoje caminho, o céu está azul, o sol brilha esplendoroso, oiço o chilrear dos passarinhos e o silêncio...
O silêncio no meu coração,
Os momentos, os meus momentos felizes...
Oiço o riso das crianças, cheiro a maresia que vem do mar, caminho descalça pela areia, continuo a sonhar.
Sonho, que o teu limite é o sonho e que o teu caminho, tem tantos obstáculos, uns já vencidos e outros, tantos outros, por vencer...
Dificil, é este nosso caminho mas, sei que embora seja feito devagar, muito devagar, sei que chegaremos ao destino deste nosso caminho que se faz caminhando...

Dina

Sou uma caminhante na estrada do aprendizado do amor. Às vezes, exausta, eu paro um pouquinho. Cuido das dores. Retomo o fôlego. Depois, levanto e seduzida, enternecida pelo chamado, cheia de fé, eu prossigo. Um passo e mais outro e mais outro e mais outro, incontáveis. Sei de cor que não é fácil, mas sei também que é maravilhoso olhar para o caminho percorrido e perceber o quanto a gente já avançou, no nosso ritmo, do nossos jeito, um passo de cada vez.

Ana Jácomo
E Deus continua susurrando: Não desista, o melhor ainda está por vir...
Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver.

Dalai Lama

O amor é um caminho que clareia, progressivamente, à medida em que o percorremos, como se cada passo nosso fizesse descortinar um pouco mais a sua luz.
A jornada é feita de dádivas e alegrias, mas também de imprevistos, embaraços, inabilidades, lições de toda espécie.
De vez em quando, tropeçamos nos trechos mais acidentados. Depois, levantamos e prosseguimos: o chamado do amor é irrecusável para a alma. Desistir dele, para ela, é como desistir de respirar.


Ana Jácomo
Quando eu deixei de olhar tão ansiosamente para o que me faltava e passei a olhar com gentileza para o que eu tinha, descobri que, de verdade, há muito mais a agradecer do que a pedir. Tanto, que às vezes, quando lembro, eu me comovo. Pelo que há, mas também por conseguir ver.

Ana Jácomo
Nem sempre querer é poder, porque às vezes a gente quer, mas ainda não pode. Ainda não consegue realizar.
Não faz mal: a vontade que é legítima, alinhada com a alma, caminha conosco, paciente, fresca, bondosa, até que a gente possa. Às vezes, isso parece muito longe, mas é só o tempo do cultivo. As flores, como algumas vontades, também desabrocham somente quando conseguem


Ana Jácomo
Depois de cada momento de fraqueza, meu coração prepara, em silêncio, uma nova fornada de coragem.
Às vezes cansa, sim, mas combinamos não desistir da força que verdadeiramente nos move.

Ana Jácomo

Todos os direitos reservados